Sono depois dos 2 anos

Esta é uma fase de estabilidade e de melhoramento. Mais perto dos 3 anos, os padrões de sono tendem a melhorar. Os despertares noturnos diminuem consideravelmente, sendo que costumam desaparecer na totalidade entre os 5 e os 6 anos.

Na verdade há aqui uma ideia importante que quero deixar. OS despertares continuam a acontecer, em menor frequência e com menor duração, a diferença é que são despertares tão curtos (microdespertares) que a criança já é capaz de voltar ao sono sem chamar o adulto.

Podem, no entanto, surgir alguns problemas de sono como pesadelos e terrores noturnos. Pode ler mais sobre isso na secção artigos. Outros distúrbios de sono que podem surgir incluem o sonambulismo.
A sesta continua a ser recomendada. A Academia Americana de Sono e a Sociedade Portuguesa de Pediatria recomendam a sesta até aos 5 anos de idade. Sabemos que entre os 4 e os 5 anos temos uma fase de transição e que muitos meninos abandonam a sesta algures por aqui.

No sistema de educação nacional a sesta é abandonada aos 3 anos. A Sociedade Portuguesa de Pediatria emitiu já um parecer onde explica as consequências negativas desta prática.
Quando existem dificuldades contínuas com o sono, que nunca foram corrigidas e trabalhadas, verifica-se um aumento do número de casos de perturbações do sono ou dificuldades com o sono nestas idades.

"Queremos que as crianças durmam como os grandes, mas para dormir como os grandes faz falta sê-lo." Rosa Jové

error: Content is protected !!