Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

O treino de sono pode funcionar, sim.

By

Se me perguntarem diretamente se o treino de sono funciona eu posso dizer que sim. 

O treino de sono, também conhecido na literatura como extinção gradual, consiste em condicionar (não ensinar) um bebé ou criança a dormir sozinho e a autoregular-se sozinho durante os despertares noturnos. Os métodos de treino podem ser mais ou menos suaves, podem ir desde deixar o bebé a chorar sozinho sem se quer lhe falar ou tocar, como outros que de intitulam de “menos radicais” onde a mãe ou o cuidador “até pode” pegar no bebé ao colo para o acalmar mas nunca adormecê-lo. 

O treino de sono é descrito como um método eficaz. Sim, a Academia Americana de Sono, a entidade internacional mais importante e mais credível refere nas suas recomendações que o treino de sono (extinção gradual) é um método eficaz para ensinar a criança a dormir. Quem me conhece deve estar a estranhar eu estar a escrever esta informação, não é? 

Bem vamos então olhar para isto de forma consciente. 

Em primeiro lugar, a Academia Americana de Sono (AASM) refere-se apenas ao resultado. Ou seja, refere apenas que este método é eficaz para que as crianças passem a adormecer sozinhas mas até refere que são importantes mais estudos na área para perceber o impacto na criança. Portanto, funciona para o sono. Muito bem, nos últimos 10 anos, a pediatria, as neurociências entre outras áreas de estudo do desenvolvimento da criança, têm publicado vários estudos, vários artigos, onde demonstram o impacto negativo deste tipo de abordagem na regulação emocional e no desenvolvimento da criança. 

Por exemplo, Beifers et al (2013) demonstram que crianças que dormem sozinhas e cujos os seus chamamentos não são atendidos apresentam maiores níveis de angústia e de stress e as suas vocalizações negativas são mais frequentes. Gunnar MR, Donzella (2002) demonstram maiores níveis de cortisol em bebés sujeitos a treinos de sono. Middlemiss et al, (2012) também refere alterações nos níveis hormonais quando não há resposta da mãe durante o choro noturno. Portanto, sobre os possíveis efeitos dos treinos de sono, e uma vez que não se tratam de estudos longitudinais, não podemos afirmar com tanta certeza que não existem e que não afetam o desenvolvimento emocional da criança. 

O treino de sono trata-se de um reflexo condicionado, alinhado com a corrente comportamentalista da psicologia que, como sabemos, funciona, mas está ultrapassada à luz dos conhecimentos atuais. Dar uma palmada ao meu filho funciona. Funciona naquele momento porque ele fica com medo de mim e deixa de fazer aquilo que eu não quero que ele faça. Mas que efeito tem esta palmada a médio e longo prazo? O efeito de lhe mostrar que posso resolver os meus problemas com violência, o meu filho terá medo de mim e vai evitar aquele comportamento porque tem medo de levar uma palmada e não porque percebeu que aquilo é errado. Aplicar um castigo ao meu filho pode funcionar naquele momento (mesmo assim quase nunca funciona) mas que impacto tem a educação através de castigos e prémios? Vou mostrar ao meu filho que tudo tem uma moeda de troca, que eu uso a autoridade e que não estou preocupara em conectar-me com ele mas estou preocupada em conseguir o que eu quero. Então, percebem onde quero chegar? Treinar o meu filho para dormir, vai condicioná-lo para adormecer sozinho mas isto vai resultar para mim. Não para ele. Vai mostrar-lhe que não respondo sempre às suas necessidades nem dificuldades. A criança adormece sozinha, porque sabe que não vem ninguém. Eu estou a usar a não resposta, a ignorar. Não estou conectada com o meu filho naquele momento. 

Uma altura, em conversa com uma senhora responsável por uma instituição que abrigava algumas crianças, entre elas bebés, ela disse: “sabe, aqui não há problemas de sono. As crianças adormecem sozinhas e não chamam ninguém porque sabem que não vai ninguém.” É este o mecanismo. 

Por isso, o treino de sono funciona? Sim. Pode funcionar. Existem grandes especialistas internacionais que o praticam e defendem. Pergunta minha, funciona para quem? Estamos verdadeiramente a pensar na criança ou estamos a pensar meramente na nossa vontade e na nossa necessidade. Estamos alinhados com os pais que queremos ser? Refletimos sobre isto. 

E há outro caminho? Claro, garanto-vos eu e podem falar sobre isto as mais de 400 famílias que já acompanhei onde o sono, depois de compreendido, pode ser olhado e trabalhado de forma consciente e olhando para as necessidades de todos. É milagroso? Não, mas que soluções  milagrosas existem na parentalidade ou nas relações humanas? 

Muitas destas questões relacionadas com a parentalidade, sejam a palmada, os castigos, o treino de sono, são questões sobre as quais nunca refletimos muito porque, na verdade, estas ideias estão tão enraizadas na nossa sociedade que parece que não é necessário pensar sobre isto. E, por isso, digo sempre às famílias que vale a pena pensarmos, refletirmos de que forma nos queremos mesmo conectar aos nosso filhos. Este texto não é uma crítica, é um convite à reflexão sobre este assunto.  Ninguém faz caminhos perfeitos e exemplares e a nossa caminhada é perfeita assim. 

Andreia Neves | Cardiopneumologista Especialista em Sono Hospital de São João, Gimnográvida e Centro de Pré e Pós Parto | Professora em Estudo do Sono e Investigadora. 

You may also like

scriptsell.neteDataStyle - Best Wordpress Services
error: Content is protected !!
Don`t copy text!